Percentil do bebê

Percentil do bebê

Todo mundo já fala de percentil ou curva de crescimento do bebê. Mas você sabe exatamente o que isso significa?

 

Para te ajudar a esclarecer essa dúvida, discursos esse post com uma explicação bem completa sobre o assunto.

 

Para começar, precisamos entender que percentil é uma medida estatística e representa cada uma das partes iguais de um conjunto. Ou seja, sendo mais clara, os percentis, permite a comparação do crescimento de um bebê, através de um gráfico ou tabela, com a média de diferentes populações (independente da origem étnica, situação socioeconômica ou tipo de alimentação), e comparar também o seu próprio crescimento. Permite também ver se há equilíbrio entre o ganho de peso e o tamanho do bebê de acordo com a idade gestacional que ele se encontra.


Há algum tempo atrás, esse padrão era feito com uma fita métrica baseada na medida do osso púbico até o fundo do útero, além a apalpação do bebê. Mas hoje em dia, com a evolução da ultrassonografia, é possível ter maior precisão desses dados, lembrando que ainda existe uma margem de erro de 10% para mais ou para menos.

 

Sendo assim, o peso fetal é caracterizado a partir da medida do fêmur, da cabeça e do abdome do bebê e o valor encontrado está em uma escala de 0 a 100. Por exemplo, se o bebê estiver em um percentil 30, significa que 70% dos bebês da mesma idade gestacional são maiores que ele e 30% são menores.

 

Em linhas gerais, o bebê é considerado dentro do esperado se estiver entre os percentis 10 e 90 e diante desses dados podemos avaliar se o bebê é GIG ou PIG.

 

Quando o bebê está muito abaixo do tamanho e peso que é esperado que ele tenha, o chamamos de bebê PIG, e se para o caso, o obstetra deve investigar como causas da limitação de crescimento com o auxílio de recursos complementares. O mesmo acontece com os bebês GIG, que apresenta tamanho e peso maior que 90% da população.

 

Mas esse número visto isoladamente não representa muita coisa. É importante ressaltar, que cada mãe e seu bebê são únicos e tem genéticas bem específicas, ou seja, uma mamãe com mais de 1,90m de altura provada à luz a um bebê maior do que uma mamãe de 1,50m.

 

Por isso, muito fatores devem ser tomados depois que se descobre o percentil do bebê.

 

Gostou dessas informações? Que tal permanecer conosco e ler um pouco mais? Temos outros posts bem interessantes sobre assuntos que são dúvidas comuns no nosso blog.
 

Além de continuar aqui nos acompanhando, se inscreva em nossa newsletter e receba nossas novidades diretamente no seu e-mail. Além disso, compartilhamos conteúdos e informações super úteis nas nossas redes sociais. Você já nos segue por lá?

Acesse agora nosso Instagram e o nosso Facebook e curta nossas páginas.

DRA. ANA CRISTINA​

GINECOLOGISTA, OBSTETRA, ULTRASSONOGRAFISTA E UMA DAS RESPONSÁVEIS PELA CLÍNICA.

Compartilhar é se importar!

Compartilhe este conteúdo com quem você acredita que ele pode ser útil. 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on email
Email

Gostou desse conteúdo?

Aqui separamos um outro post que talvez seja interessante para você.

Quer receber diretamente no seu email? Cadastre-se abaixo na nossa newsletter!

Clinica Nattus

Rua Engenheiro Enaldo Cravo Peixoto, Nº 105 – Sl. 613 / Tijuca – Rio de Janeiro

Siga-nos nas Redes Sociais:

Desenvolvido por: GLUE DESIGN STUDIO