10 mitos sobre a gravidez

10 mitos sobre a gravidez

 
No momento em que ficamos grávidas começamos a receber todo tipo de palpite e de teorias mirabolantes sobre a gestação.
Mas para te ajudar a distinguir o que é verdade e deve ser seguido do que é apenas mito e especulação, fizemos uma lista com os 10 maiores mitos que escutamos nesse período especial de nossas vidas.
É natural que a gestante tenha muitas dúvidas e de forma geral, buscamos conselhos de pessoas em quem confiamos e que já passaram por essa situação, como nossa mãe e avó. No entanto, há muitas crendices envolvendo a gestação e vamos te ajudar agora a desvendar esses mistérios ocultos.
 
Nos acompanhem para descobrirmos juntos.
 1. Grávida tem que comer por dois
Jamais pense dessa forma. O ideal é a gestante engordar até 10 quilos durante a gestação toda. Se começar a comer por dois, essa conta não vai fechar e você vai engordar demais. O sobrepeso é bastante prejudicial para o bebê, inclusive podendo ocasionar um parto prematuro. Coma de forma saudável, com porções pequenas e em intervalos curtos, assim você se mantém saciada e sem exageros.
2. Azia significa bebê cabeludo
Já falamos sobre esse tema em um dos nossos posts nas redes sociais. Para esclarecer de uma vez por todas, o que define se seu filho vai nascer cheio de cabelo ou completamente careca, é a genética. A azia ocorre porque o útero pressiona o estômago, causando refluxo do ácido estomacal. Mas também pode acontecer pelas taxas altas de progesterona. Nesse caso, não vá pelo palpite da sua avó, seu filho não nascerá super cabeludo só porque você está sentindo aquela queimação no estômago. 
3. Grávidas não podem fazer sexo
As gestantes podem e devem manter sua vida sexual ativa. É normal que a  libido aumente durante a gestação, e isso acontece devido a grande quantidade de hormônios que estão fervilhando em seu organismo. E não se preocupe, o bebê não sente e não vê absolutamente nada o que se passa durante a relação sexual, ok?! 
Mas atenção, em caso de sangramento vaginal ou mesmo quando a placenta cobre o colo do útero, o sexo durante a gravidez fica proibido, mas esses são casos bem específicos para essa restrição e o seu médico irá te orientar sobre as medidas a serem tomadas. 
4. O formato da barriga indica o sexo
Quem já não ouviu esse palpite sobre o sexo do bebê daquela tia mais idosa: “Se a barriga for pontuda, é menino; se estiver mais arrendondada, é menina”. Este é outro mito muito recorrente durante a gestação. O formato da barriga e o sexo do bebê não estão relacionados, a anatomia e genética da gestante é que vão influenciar na forma como o barriga vai crescer.
5. Desejos não satisfeitos, bebê fica com marcas ou com a cara do alimento
Esse é um dos mitos mais clássicos que toda grávida escuta! E é natural que a própria gestante se aproveite desse mito para pedir aquela comida gostosa e ter sua vontade satisfeita, não é mesmo?! 
É fato que as gestantes realmente tem desejos durante a gravidez e eles pode até mesmo ser reflexos das carências nutritivas do bebê. No entanto, se o desejo não for suprido, o bebê vai continuar do jeito que está, jamais nascerá com cara de coxinha por conta de um desejo não realizado!
6. Grávidas não podem fazer depilação
Apesar de comumente as gestantes ficarem mais sensíveis a dor, a depilação com cera e com lâminas estão liberadas. Somente a depilação a laser deve ser evitada no período gestacional, uma vez que ainda não existem estudos sobre o impacto da radiação nos bebês dentro do útero.
7. Grávidas não podem fazer as unhas
Puro mito! As substâncias químicas presentes nos esmaltes e na acetona não representam riscos às gestantes. Portanto ir ao salão e ficar com as unhas lindas está liberado!
8. Tomar cerveja preta melhora a produção de leite
Não faça isso! O consumo de álcool durante a gestação não é recomendado em função do risco de má-formação do bebê e o sabor do leite pode até sofrer alteração de acordo com a alimentação da mãe. 
9. Gestantes não devem praticar exercícios físicos
Errado!! É importante que as gestantes continuem suas atividades físicas ao longa da gravidez, uma vez que o sedentarismo nesse período pode causar riscos para o bebê e à mãe. Mas antes de correr para a academia, é fundamental que a grávida passe por uma avaliação médica, e tenha acompanhamento profissional durante as atividades.
10. Se a grávida cruzar as pernas, pode enforcar o bebê
Jamais acredite nisso! Os movimentos da mãe não interferem no deslocamento do bebê e não o colocam em risco! 
 
Agora com todos os mitos esclarecidos, aproveite para rir um pouco dessas histórias que o pessoal conta!
 
Gostou do tema de hoje? Fique atenta porque ainda esse mês falaremos sobre as verdades que você possivelmente não sabia sobre a gestação! Te espero por aqui!

Continue aqui nos acompanhando, se inscreva em nossa newsletter e receba nossas novidades diretamente no seu e-mail. Além disso, compartilhamos conteúdos e informações super úteis nas nossas redes sociais. Você já nos segue por lá?

Acesse agora nosso Instagram e o nosso Facebook e curta nossas páginas.

Dra. Ana Cristina

Ginecologista, obstetra, ultrassonografista e uma das responsáveis pela clínica.

Compartilhar é se importar!

Compartilhe este conteúdo com quem você acredita que ele pode ser útil. 

Gostou desse conteúdo?

Aqui separamos um outro post que talvez seja interessante para você.

Quer receber diretamente no seu email? Cadastre-se abaixo na nossa newsletter!

Clinica Nattus

Rua Engenheiro Enaldo Cravo Peixoto, Nº 105 – Sl. 613 / Tijuca – Rio de Janeiro

Siga-nos nas Redes Sociais:

Desenvolvido por: GLUE DESIGN STUDIO